IQNA

15:42 - August 06, 2022
Id de notícias: 431
Teerã-Iqna- A corrupção e a destruição é um dos resultados do abandono da moderação na sociedade. ao propor e proibir um comportamento chamado "extravagância", o Alcorão estabelece uma direção para os humanos que leva à reforma social e ao estabelecimento de equilíbrio e prosperidade na sociedade.

Equilíbrio e moderação têm um lugar especial no estilo de vida islâmico. Para entender esse componente eficiente da vida, o uso da palavra "extravagância" no Alcorão, que está diante de tal equilíbrio, nos ajuda. "Extravagância" no sentido de excesso e exceder o limite da moderação é um conceito amplo que é usado 23 vezes no Alcorão e está diretamente relacionado ao conceito de corrupção: porque Ele não aprecia os perdulários. Alcorão 7:31

 A razão pela qual Deus exclui os esbanjadores do círculo de seu amor é a corrupção que ele cria ao perturbar o estado de equilíbrio em todos os assuntos. A extravagância destrói várias facilidades e bens do homem e às vezes causa escassez de algo para os outros.

Alguns tipos de extravagância

1 - Extravagância social

E não obedeçais às ordens dos transgressores, (151) Que fazem corrupção na terra e não edificam!  Alcorão 26:151-152

Qualquer tipo de corrupção social, incluindo derramamento de sangue, extravagância, arrogância e extravagância, é considerado perturbador do equilíbrio da sociedade e alimenta disputas, conflitos e desafios sociais.

  1. Extravagância intelectual

 Deus jamais extravia os transgressores, extravagantes Alcorão 40:34

  1. Extravagância comportamental
    Dize: Ó servos meus, que se excederam contra si próprios, não desespereis da misericórdia de Deus; certamente, Ele perdoa todos os pecados, porque Ele é o Indulgente, o Misericordiosíssimo. Alcorão 39:53
  2. Extravagância em relação aos outros

A apropriação indébita da propriedade de outras pessoas, especialmente órfãos, é considerada extravagância e o Alcorão proíbe estritamente:
Custodiai os órfãos, até que cheguem a idades núbeis. Se porventura observardes amadurecimento neles, entregai-lhes, então, os patrimônios; porém, abstende-vos de consumi-los desperdiçada e apressadamente, (temendo) que alcancem a maioridade. Quem for rico, que se abstenha de usá-los; mas, quem for pobre, que disponha deles com moderação. Alcorão 4:6

  1. Extravagância na punição
    Não mateis o ser que Deus vedou matar, senão legitimamente; mas, quanto a quem é morto injustamente, facultamos ao seu parente a represália; porém, que não se exceda na vingança, pois ele está auxiliado (pela lei). Alcorão 17:33
  2. Extravagância no consumo
    Ó filhos de Adão, revesti-vos de vosso melhor atavio quando fordes às mesquitas; comei e bebei; porém, não vos excedais, porque Ele não aprecia os perdulários. Alcorão 7:31
  3. Extravagância na caridade

São aqueles que, quando gastam, não se excedem nem mesquinham, colocando-se no meio-termo Alcorão 25:67

  Gastar no caminho do pecado, gastar com hipocrisia e vanglória, e gastar excessivamente estão entre os casos que são chamados de extravagância na caridade.

 

Palavras-chave: moderação no Islã, resultados adversos do excesso, corrupção de extravagância

Notícias relacionadas
captcha